Dia 12 – Um conto

Era uma vez três porquinhos…

Esse é o meu conto. Toda noite antes de dormir tinham que contar essa história também. E veja só a história anterior eram coisinhas basicas como Alice e Branca de neve, mas se não tivesse os três porquinhos o sono não vinha. Então agora que precisei escolher um não posso abandona-los né?

Informações da Wikipédia:

Os Três Porquinhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Os três porquinhos e a mãe

Os Três Porquinhos é um conto de fadas cujos personagens são exclusivamente animais. As primeiras edições do conto datam do século XVIII, porém, imagina-se que a história seja muito mais antiga.

O conto se tornou mais conhecido graças à versão em animação feita pela Disney em 1933. Foi o filme que introduziu nome para os porquinhos – Cícero, Heitor e Homero (Prático em português) ou Fifer Pig, Fiddler Pig e Edmund Pig (em inglês).

A história

Os personagens do conto são três porquinhos – Prático, Heitor e Cícero – e um lobo mau, cujo objetivo era devorar os porquinhos. Ao decidirem sair da casa de sua mãe (em algumas versões, da avó), (lembrando que em algumas versões, eles recebem uma herança de sua mãe/vó para assim poderem construir as casas) eles foram construir cada um a sua própria casa.

Cícero, o mais preguiçoso, não se queria cansar e construiu uma cabana de palha. Heitor, decidiu construir uma cabana de madeira, enquanto Prático optou por construir uma casa melhor estruturada, com cimento e tijolos. Como a sua casa demorou mais tempo para ser construída, Prático muitas vezes via os irmãos divertindo-se enquanto se esforçava para terminar o trabalho.

Um dia o lobo surgiu e bateu na porta da casa de Cícero, que escondeu-se. Mas o lobo, com um assoprão, desfez a casa. Enquanto Cícero fugia, o lobo foi bater na porta de Heitor e, com dois assoprões, destruiu também a cabana de madeira.

O lobo queimando na panela

Heitor fugiu para a casa de Prático, onde já se encontrava Cícero. O lobo então foi à casa de Prático e tentou derrubá-la, sem sucesso. Após muitas tentativas, o lobo decidiu esperar a chegada da noite.

Quando anoiteceu, o lobo foi tentar entrar na casa descendo pela chaminé, mas começou a sentir cheiro a queimado. Era Prático que, com uma panela ao lume, estava a queimar a cauda do lobo. O lobo então fugiu assustado e nunca mais voltou,e eles viveram felizes para sempre.

Predefinição:Esboço da literatura

Nesse site tem a música da Disney completa Quem tem medo do Lobo Mau

Anúncios

3 comentários sobre “Dia 12 – Um conto

  1. Estou sempre acompanhando suas produções, blog, facebook, twitter. Geralmente não comento, pois, primeiro não tenho a sua criatividade para escrever e segundo por ser eu muito sem assunto. De qualquer forma enquanto a vida e o mundo cybernetico permitir irei acompanhar suas produções pois não quero perder o contato como a mais de 11 anos atras. =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s